Tráfico Legal de Drogas

As instituições de comunicação neoliberais vem colocando o Santo Daime como droga perigosa. Por outro lado, apesar de criminalizar a maconha, gradativamente, alguns grupos neoliberais tomam partido pela legalização dela. A guerra contra o tráfico é um dos pontos fundamentais da segurança pública, não por conta de prover segurança para a população, mas sim para eliminar a concorrência pelo mercado de drogas que é monopólio de grandes corporações e do estado que recolhe grandes somas de impostos. Esse monopólio atualmente é mantido na venda de nicotina e álcool. Mas sempre foi ameaçado e, com o crescimento da variedade de drogas ditas ilegais disponíveis, apresenta perdas consideráveis na possibilidade de crescimento. O Santo Daime retirou muitas pessoas do alcoolismo e isso representa perdas para as corporações dependentes do vício de milhares de pessoas. Portanto não é surpreendente que o órgão de imprensa oficial do neoliberalismo ataque agressivamente o Santo Daime, aproveitando a tragédia acontecida com o cartunista Glauco. E não será também muito surpreendente que daqui a algum tempo tenhamos um lobby dos partidos neoliberais favoráveis a regulamentação da venda de maconha. Isso tornaria a droga ilícita mais consumida do mundo num dos commodities mais valorizados de todo o mercado. E dispararia uma corrida agrícola feroz para produção dessa mercadoria, pressionando e estrangulando a produção de alimentos. É necessário que se pense sobre isso e no momento adequado se tomem as precauções necessárias.