Alguns Filmes – Algumas questões importantes

Dois filmes que me levaram a reflexões nestes últimos dias :  Carros da Pixar   e  Garotas Malvadas de Marcos Siega. O primeiro dispensa apresentações, e é fabuloso, para crianças e para adultos. Para as crianças fica a alegria, o riso, a graça das personagens simpáticas e aparentemente infantis. Para os adultos (pelo menos para os que pensam), fica um questionamento, para nosso comportamento. E, na busca de solução para este questionamento, esbarramos na corrente da história, e na crença de que a humanidade evoluiu muito. Se por um lado poucos são aqueles que não vêem nada de evolução em concreto, asfalto, vigas de aço e tais, por outro, isso é a vida de boa parte da população do globo, e esta ampla maioria só vê a sua própria realidade. O caos social e cultural é decorrência da noção de progresso que a grande maioria da humanidade tem e a relutância titânica em adotar novas visões quanto aos métodos de produção de recursos. O longa tem uma história simples, mas mostra metaforicamente não só este pensamento, mas outros também.

Já o Garotas Malvadas, diagnostica um mal universal que ocorre frequentemente, nos mais remotos cantos onde haja um mínimo de prosperidade. Mostrando uma trama bastante provável por dentro da esquematizada sociedade americana, considerando ainda a amostra de um microcosmo social sufocado pela supercompetição, onde devemos compreender que educação não é só o que se aprende nas salas de aula. Educação também é um apanhado da observação do relacionamento das pessoas. A partir daí pode-se compreender o comportamento da adolescente dominadora que (a idade ajuda) estrapola os limites para alcançar seus objetivos. Se muitos a vêem como uma vilã odiosa, pergunto, não foi nossa sociedade que a educou a agir assim, que mostrou o caminho?

É pra pensar! Alguns itens apenas para analisarmos o obscurantismo em que nossos dias estão se tornando!